Vídeo mostra estranhos ancestrais das frutas e verduras de hoje

As frutas e verduras que a gente come hoje não se parecem em nada com seus ancestrais. Veja neste vídeo que cara elas tinham antes de serem domesticadas pelo homem.

  • A cenoura selvagem, cultivada no século 10 DC, era roxa ou branca, e bem fininha. O sabor era muito diferente, bem forte.
  • A berinjela selvagem tinha espinhos que se conectavam com a flor, e cresciam em várias cores, como amarelo e azul, redondas ou alongadas. Com o cultivo seletivo, os espinhos foram desaparecendo.

  • O milho selvagem, domesticado pela primeira vez por volta de 7.000 AC, era seco como uma batata crua. O milho moderno é mil vezes maior e mais fácil de comer. Essas mudanças aconteceram nas mãos dos colonos europeus, por volta do século 15, de acordo com o Business Insider.

  • Na melancia do vídeo, tirada de uma pintura do século 17, polpa e semente aparecem em espirais, bem diferente da melancia moderna, que até sem sementes a gente encontra.

  • E a banana selvagem? Pesquisadores acreditam que tenha sido cultivada pela primeira vez há 7.000 anos atrás, na Papua Guiné. Seu interior era duro e fibroso, com sementes grandes.

Dá para comparar a seleção e modificação de espécies comestíveis ao longo da história à modificação genética que se faz hoje?

Segundo Luciene Alves, pesquisadora da Universidade Federal da Paraíba, o tempo de exposição a substâncias físico/químicas, bactérias (proteínas etc.) influencia mudanças em vegetais e animais. Não se pode comparar 12.000 anos de transformações, fruto da seleção feita por agricultores com o imediatismo da produção agroindustrial transgênica, de larga escala, que acontece hoje.

Obrigada, Karenina, pelo achado <3