De cabo a rabo, da raiz às pontas

"Ei, você aí com as verduras, vai comer a casca da cebola? Porque se não, nós vamos". O ótimo artigo escrito por Rochelle Bilow para a Bon Appetit começa assim.

mercado.jpg

A equipe da revista de culinária trabalha com comida o dia inteiro, testando receitas, algumas delas dezenas de vezes. Inevitavelmente, acumulam muitos restos e lixo. Reciclam, procuram minimizar o desperdício, mas nesse artigo vão um passo além.

Pesquisando e analisando (o lixo) mais a fundo, encontraram destinos inteligentes para as sobras da cozinha. Olha só algumas delas:

Cascas de cebola:
Cebolas dão um sabor rico e doce aos caldos. Mas não jogue as cascas no lixo. Além de contribuir com o sabor, e também dão uma cor dourada ao produto final.

Cascas e folhas de beterraba:
Os chefs Jeff McInnis and Janine Booth do restaurante Root & Bone de NY os usam como corante de alimentos, como ovos, pasta, etc.

Folhas escuras do alho poró:
Lave bem e use para caldo. Mas além disso, são comestíveis e saborosas quando picadas bem finas, adicionadas a refogados.

Talos de couve:
Corte em cubos pequenos e refogue até ficarem macios. Use em saladas, omeletes, etc.

Folhas de cenoura:
Viram um pesto delicioso e diferente. Ou lave bem e refogue rapidamente.

Talos de Brócolis
Laminados crus, bem finos, em uma salada ou picados em sopas de legumes.

Ossos
Fazem caldos mais robustos e saborosos. Jogue os que sobraram do assado ou cozido na panela em vez do lixo. Se estiverem crus, asse primeiro no forno quente para obter mais sabor.

Talos de ervas frescas
Talos de salsinha e coentro podem ser adicionados ao molho pesto, com a ajuda de um processador. Talos de ervas fortes, como alecrim e tomilho enriquecem os caldos, no cozimento de arroz e feijão. É só remover antes de servir.

A alimentação "de cabo a rabo" é uma super tendência mundial. Espero que você goste desses exemplos. O artigo completo em inglês está aqui.

Leia também: Ugly is Beautiful (O feio é bonito), do blog Reavalie